Apanha de bivalves no Tejo, Barreiro, 2011, Rui Marques

A minha horta bastaria para responder à questão. Mas prefiro deixar aos mariscadores do Barreiro a oportunidade de mostrar a João Amaro Correia que não é preciso ficarmos à espera do capital para nos alimentarmos.

Mariscadores no Tejo, Barreiro, 2011, Rui Marques

Pois é, nem só os fornecedores do Belmiro alimentam a malta, pá!