Moradia, Vimieiro (Alentejo), 2011, Pedro Duarte

Quem já viajou um bocadinho pelo mundo sabe perfeitamente que as casas portuguesas são de outra categoria. Principalmente as que têm os telhados pretos, que são, como é sabido, à prova de meteorito.

Há em Portugal uma arquitectura sofisticada que nada tem que ver com a monotonia contemporânea que se aprende nas universidades. Trata-se de uma arquitectura não-académica, portanto; uma arquitectura anti-expert que não vem nos guias turísticos e por isso ainda não foi copiada lá fora.

Detalhe de moradia, Vimieiro (Alentejo), 2011, Pedro Duarte

Esta casa, por exemplo, merecia uma patente.