Acredito que este meu texto de 2008 ainda demore uns aninhos a perder a actualidade.